Orgão Oficial

CBC - Revista do Colégio Brasileiro de Cirurgiões - Journal of the Brazilian College of Surgeons

Capa

Ano 2016 - Volume 43 Número 4
Julho / Agosto

Editorial

1 - Transplante de fígado no Brasil

Liver transplantation in Brazil

Lucio Pacheco

Rev. Col. Bras. Cir. 2016;43(4):223-224

PDF PT PDF EN


Artigo Original

2 - Avaliação da antibioticoprofilaxia em pacientes cirúrgicos no Hospital Universitário Gaffrée e Guinle

Assessment of antibiotic prophylaxis in surgical patients at the Gaffrée e Guinle University Hospital

Marise Gouvêa; Cristiane de Oliveira Novaes; Antonio Carlos Iglesias, TCBC-RJ

Rev. Col. Bras. Cir. 2016;43(4):225-234

Resumo PDF PT PDF EN

OBJETIVO: avaliar a antibioticoprofilaxia em pacientes cirúrgicos do Hospital Universitário Gaffrée e Guinle.
MÉTODOS: estudo prospectivo de uma coorte de 256 pacientes submetidos à operações eletivas, entre janeiro e setembro de 2014. Foram coletados dados demográficos dos pacientes, se ocorreu utilização ou não do antibiótico profilático e as seguintes características da antibioticoprofilaxia: tipo de antibiótico utilizado, momento da administração e tempo de duração do uso no pós-operatório. Os desfechos de interesse analisados foram "uso ou não uso justificado da antibioticoprofilaxia", "escolha correta do antibiótico", "administração do antibiótico no tempo correto" e "descontinuação do antibiótico no tempo correto".
RESULTADOS: a antibioticoprofilaxia foi utilizada em 91,8% dos casos. O uso ou não uso da antibioticoprofilaxia foi justificado em 78,9% dos pacientes, a escolha do antibiótico administrado foi considerada correta em 97,9%, a administração do antibiótico foi feita no momento correto em apenas 27,2% dos pacientes e a descontinuação do antibiótico foi realizada no tempo correto em 95,7% dos casos.
CONCLUSÃO: a antibioticoprofilaxia cirúrgica não foi realizada de forma plenamente adequada na amostra estudada.


Palavras-chave: Pacientes. Cirurgia. Profilaxia. Antibioticoprofilaxia. Fidelidade a Diretrizes.

3 - Influência do refluxo duodenogástrico nas alterações histológicas da mucosa gástrica de ratos infectados com Helicobacter pylori

Influence of duodenogastric reflux in the gastric mucosa histological changes of rats infected with Helicobacter pylori

José Carlos Ribeiro de Araujo, TCBC-MA; Jorge José de Carvalho; Humberto Oliveira Serra, TCBC-MA

Rev. Col. Bras. Cir. 2016;43(4):235-242

Resumo PDF PT PDF EN

OBJETIVO: avaliar a influência do refluxo duodenogástrico nas alterações histológicas da mucosa gástrica de ratos, infectados por Helicobacter pylori, submetidos à piloroplastia.
MÉTODO: após duas semanas de aclimatação, 30 ratos machos da raça Wistar, foram infectados com o microorganismo patogênico H. pylori. De forma aleatória, foram divididos em três grupos: um submetido à piloroplastia, outro à gastrectomia parcial e o terceiro, apenas infectados, não foi operado. Após seis meses de operados, procedeu-se a eutanásia. Os fragmentos gástricos foram estudados por microscopia óptica, para a contagem da quantidade de H. pylori, e para a observação das alterações histológicas (gastrite, metaplasia, displasia e neoplasia). A confirmação dessas alterações foi feita por imuno-histoquímica, utilizando os marcadores moleculares PCNA e TGFbeta.
RESULTADOS: os animais submetidos à piloroplastia tiveram maior percentual de colonização por H. pylori (mediana=58,5; gastrectomia=16,5; controle=14,5). Houve correlação positiva entre quantidade de H. pylori e ocorrência de gastrite crônica presente nos fragmentos do antro. Ocorreu 40% de neoplasia no grupo submetido à piloroplastia. A marcação de PCNA e TGF-beta confirmou as alterações histopatológicas visibilizadas à microscopia óptica.
CONCLUSÕES: a região do antro foi a que apresentou a maior concentração de H. pylori, independente do grupo. Houve correlação positiva entre e o aparecimento de alterações benignas (gastrite crônica, metaplasia, displasia), e de neoplasia nos ratos infectados com H. pylori submetidos à piloroplastia.


Palavras-chave: Neoplasias Gástricas. Helicobacter pylori. Refluxo Duodenogástrico. Ratos Wistar.

4 - Síndrome de Mirizzi graus III e IV: tratamento cirúrgico

Mirizzi syndrome grades III and IV: surgical treatment

Ronald Reverdito; André de Moricz, TCBC-SP; Tércio de Campos, TCBC-SP; Adhemar Monteiro Pacheco Júnior, TCBC-SP; Rodrigo Altenfelder Silva, TCBC-SP

Rev. Col. Bras. Cir. 2016;43(4):243-247

Resumo PDF PT PDF EN

OBJETIVO: avaliar a epidemiologia e os resultados do tratamento cirúrgico de doentes portadores de graus III e IV, mais avançados, da Síndrome de Mirizzi (SM) de acordo com a classificação de Csendes.
MÉTODOS: estudo retrospectivo, de corte transversal através da revisão de prontuários de 13 pacientes portadores de graus III e IV da SM operados de dezembro de 2001 a setembro de 2013, entre 3691 colecistectomias realizadas neste período.
RESULTADOS: a incidência da SM foi 0,6% (23 casos) e os graus III e IV perfizeram 0,35% deste número. Houve um predomínio de tipo IV (12 casos). O diagnóstico pré-operatório foi possível em 53,8% dos casos. A conduta preferencial foi derivação biliodigestiva (10 casos) e foi optado por drenagem com tubo "T" e sutura da via biliar em três ocasiões especiais. Três pacientes apresentaram fístula biliar resolvida com conduta expectante e um caso de coleperitônio necessitou reoperação. No seguimento ambulatorial dos pacientes que realizaram a anastomose biliodigestiva (oito), 50% estão assintomáticos, 25% apresentaram estenose da anastomose e 25% perderam seguimento. O tempo médio de acompanhamento foi 41,8 meses.
CONCLUSÃO: de incidência baixa e de diagnóstico pré-operatório em apenas metade dos casos, a SM em graus avançados tem na anastomose biliodigestiva sua melhor conduta, porém não isenta de morbimortalidade.


Palavras-chave: Síndrome de Mirizzi. Icterícia Obstrutiva. Epidemiologia. Terapêutica. Procedimentos Cirúrgicos Operatórios.

5 - Perfil clínico-epidemiológico da apendicite aguda: análise retrospectiva de 638 casos

Clinical-epidemiological profile of acute appendicitis: retrospective analysis of 638 cases

Amanda Pereira Lima; Felipe José Vieira; Gabriela Procópio de Moraes Oliveira; Plínio dos Santos Ramos; Marielle Elisa Avelino; Felipe Garcia Prado; Gilson Salomão Júnior; Francisco Campos Silva; João Vicente Linhares Rodrigues

Rev. Col. Bras. Cir. 2016;43(4):248-253

Resumo PDF PT PDF EN

OBJETIVO: descrever o perfil clinicoepidemiológico da apendicite aguda (AA) dos pacientes atendidos em um centro de referência da macrorregião de Juiz de Fora, MG.
MÉTODOS: estudo observacional retrospectivo, realizado no Hospital de Pronto Socorro Dr. Mozart Geraldo Teixeira. Um total de 638 pacientes diagnosticados com AA foram selecionados. As variáveis analisadas foram sexo, idade, fase evolutiva, tempo de internação, diagnóstico anatomopatológico, uso de antibióticos, uso de dreno, complicações e mortalidade.
RESULTADOS: a AA foi mais prevalente no adulto jovem (19-44 anos) e no sexo masculino (65,20%). O tempo médio de internação foi de sete dias e a fase II foi a mais prevalente. O diagnóstico anatomopatológico de tumor primário de apêndice foi realizado em seis pacientes (0,94%), sendo o adenocarcinoma o tipo histológico mais frequente (66,7%). Quanto ao uso de antibióticos, 196 pacientes foram submetidos apenas à antiobioticoprofilaxia e 306 receberam antibioticoterapia. Da nossa casuística, 81 pacientes fizeram uso de dreno, cujo tempo de uso foi em média 4,8 dias. Considerando a mortalidade, 17 pacientes morreram (2,67%), predominando o sexo masculino (70,59%) e média de idade de 38,47 anos.
CONCLUSÃO: a AA apresenta maior prevalência no sexo masculino e no adulto jovem. O tempo de internação está diretamente associado à fase evolutiva. A complicação mais comum é a infecção de sítio cirúrgico. A mortalidade em nosso serviço ainda é alta comparada a centros desenvolvidos.


Palavras-chave: Apendicite. Cirurgia Geral. Abdome Agudo.

6 - O adesivo biológico de colágeno, fibrinogênio e trombina é eficaz no tratamento de lesões hepáticas experimentais

Collagen, fibrinogen and thrombin biological addesive is effective in treating experimental liver injuries

Frederico Michelino de Oliveira; Marcus Vinícius H. de Carvalho; Evaldo Marchi; Clóvis Antônio Lopes Pinto

Rev. Col. Bras. Cir. 2016;43(4):254-261

Resumo PDF PT PDF EN

OBJETIVO: avaliar a eficácia de um adesivo à base de colágeno associado a fibrinogênio e trombina, no trauma hepático experimental em ratos.
MÉTODOS: foram incluídos no estudo 30 ratos Wistar, igualmente divididos aleatoriamente em três grupos: A, B e C. Todos foram submetidos à lesão traumática hepática padronizada. No grupo A a lesão foi tratada com o adesivo, no grupo B com sutura convencional com fio absorvível e no grupo C não houve tratamento da lesão. Foram analisados o tempo de hemostasia, mortalidade, ocorrência de aderências e eventuais alterações histológicas.
RESULTADOS: os resultados mostraram que não houve diferença estatística em relação à mortalidade (p=0,5820). O grupo tratado com adesivo apresentou os menores tempos de hemostasia (p=0,0573 e odds ratio 13,5) e menor ocorrência de aderências (p=0,0119). Microscopicamente, as alterações histológicas dos grupos A e B foram semelhantes, com a formação de granuloma de corpo estranho separando o material do adesivo e do fio de sutura do estroma hepático.
CONCLUSÃO: o estudo concluiu que o adesivo de colágeno associado a fibrinogênio e trombina foi eficaz no tratamento do trauma hepático experimental, proporcionado menor ocorrência de aderências entre o fígado e as estruturas vizinhas.


Palavras-chave: Ferimentos e Lesões. Fígado. Hemostáticos. Trombina. Adesivos Teciduais.

7 - Diagnóstico dos subtipos agressivos de carcinoma basocelular palpebral pela biópsia por trépano de 2mm: estudo prospectivo e comparativo

Diagnosis of aggressive subtypes of eyelid basal cell carcinoma by 2-mm punch biopsy: prospective and comparative study

Luiz Angelo Rossato; Rachel Camargo Carneiro; Erick Marcet Santiago de Macedo; Patrícia Picciarelli de Lima; Ahlys Ayumi Miyazaki; Suzana Matayoshi, TCBC-SP

Rev. Col. Bras. Cir. 2016;43(4):262-269

Resumo PDF PT PDF EN

OBJETIVO: comparar a acurácia da biópsia pré-operatória por trépano de 2mm em um sítio e em dois sítios no diagnóstico dos subtipos agressivos de carcinoma basocelular (CBC) palpebral.
MÉTODOS: os pacientes foram distribuídos aleatoriamente em Grupo 1 (biópsia em um sítio) e Grupo 2 (biópsia em dois sítios). Os resultados das biópsias foram comparados com o padrão-ouro (exame anatomopatológico da peça cirúrgica). A sensibilidade, especificidade, valor preditivo positivo, valor preditivo negativo, precisão e coeficiente Kappa foram calculados para determinar o nível de concordância nos dois grupos.
RESULTADOS: foram analisadas 105 lesões (Grupo 1: n = 44; Grupo 2: n = 61). A concordância foi de 54,5% no Grupo 1 e 73,8% no Grupo 2 (p-valor = 0,041). Não houve diferença significativa entre os grupos quanto à distribuição das variáveis quantitativas e qualitativas (sexo, idade, duração da doença, maior diâmetro do tumor, área e comprometimento de margens). A biópsia em dois sítios mostrou duas vezes mais chance de concordar com o padrão-ouro do que a biópsia de um sítio.
CONCLUSÕES: a acurácia e os indicadores de desempenho foram melhores para a biópsia por trépano de 2 mm em dois sítios do que em um sítio para o diagnóstico dos subtipos agressivos de CBC palpebral.


Palavras-chave: Biópsia. Neoplasias Palpebrais. Eficácia

8 - Esvaziamento cervical radical por incisão transversa única estendida

Single transverse extended incision for radical neck dissection

José Francisco Sales Chagas; Maria Beatriz Nogueira Pascoal; José Luís Braga Aquino, TCBC-SP; Luís Antônio Brandi Filho; Evandro Von Zuben Previtale; Ana Sofia Pontes Trillo; Otávio Alberto Curioni, TCBC-SP; Abrão Rapoport, ECBC-SP; Rogério Aparecido Dedivitis, TCBC-SP

Rev. Col. Bras. Cir. 2016;43(4):270-275

Resumo PDF PT PDF EN

OBJETIVO: verificar a eficácia da incisão cervical única, transversa e estendida, para o esvaziamento cervical radical.
MÉTODO: estudo prospectivo, de janeiro de 2008 a janeiro de 2009, de 18 pacientes submetidos a tratamento cirúrgico de tumores malignos da via aero-digestiva superior. A lesão primária se situava na cavidade oral em oito casos, na orofaringe em três, no seio piriforme em três, na laringe em dois, no seio maxilar em um e em um caso a lesão primária era oculta. Houve 29 esvaziamentos, sendo oito bilaterais e 10 unilaterais (26 radicais e três seletivos). O estadiamento revelou nove pacientes com tumor T4, um T3, seis T2, um T1 e um Tx. Cinco pacientes eram N0, nove N2b, um N2c e três N3. A média de linfonodos dissecados foi de 34,25. O esvaziamento cervical foi realizado por meio de uma única incisão localizada no terço médio do pescoço, coincidente com dobra cutânea, com extensão de cerca de 2 a 3 cm para trás da borda anterior do músculo trapézio e 3 a 4 cm da linha média para os esvaziamentos cervicais unilaterais.
RESULTADOS: como complicações houve necrose de retalho miocutâneo em um paciente com radioterapia prévia, uma fistula linfática, uma deiscência do traqueostoma, um abscesso cervical, uma fístula salivar e uma deiscência de sutura.
CONCLUSÕES: a incisão única e estendida proporciona exposição adequada das estruturas do pescoço, sem comprometer o tempo cirúrgico, mesmo em esvaziamentos bilaterais. Não compromete a ressecção de todos os linfonodos cervicais, apresenta excelentes resultados estéticos e funcionais e é facilmente associada com outras abordagens para ressecção do tumor primário.


Palavras-chave: Esvaziamento Cervical. Complicações Pós-Operatórias. Carcinoma de Células Escamosas. Estudos Prospectivos

9 - Alterações na estrutura óssea relacionadas à idade

Age-related changes in bone architecture

Vincenzo Giordano, ACBC-RJ; José Sérgio Franco; Hilton Augusto Koch; Pedro José Labronici; Robinson Esteves S. Pires; Ney Pecegueiro do Amaral

Rev. Col. Bras. Cir. 2016;43(4):276-285

Resumo PDF PT PDF EN

OBJETIVO: avaliar as características histológicas e morfométricas de biópsias ósseas da região anterior da crista ilíaca de pacientes de diferentes faixas etárias.
MÉTODOS: foram estudadas 30 amostras de osso da crista ilíaca, utilizando-se microscopia óptica de campo claro. As amostras foram divididas pela faixa etária dos doadores em três grupos: Grupo 1 (n = 10), indivíduos com idade entre 25 e 39 anos; Grupo 2 (n = 10), indivíduos com idade entre 40 e 64 anos; Grupo 3 (n = 10), indivíduos com idade igual ou superior a 65 anos. As amostras foram separadas aleatoriamente em dois conjuntos com 15 peças. No primeiro segmento do estudo (n = 15), foi avaliada histologicamente a propriedade osteogênica do enxerto, através da análise da reserva celular no periósteo, do número de osteócitos nas lacunas e da quantidade de canais de Havers e de Volkmann. No segundo segmento do estudo (n = 15), investigou-se morfologicamente a propriedade osteocondutora do enxerto, através da quantificação da rede trabecular (Vv) e da área trabecular (Sv).
RESULTADOS: histologicamente, observou-se que ocorre degeneração do tecido ósseo com a idade, caracterizada pelo adelgaçamento do periósteo, com substituição gradual da camada osteogênica por tecido fibroso, pequena quantidade de canais de Havers e de Volkmann, osteoplastos vazios e trabéculas finas de osso esponjoso, permitindo amplo espaço medular, em geral ocupado por células lipídicas e adipócitos. Morfologicamente, com relação à quantificação da rede trabecular (Vv), foi observada diferença estatisticamente significante entre os Grupos 1 e 3 e entre os Grupos 2 e 3, com redução da rede trabecular de cerca de 45% no idoso acima de 65 anos de idade; não foi observada diferença estatisticamente significante entre os Grupos 1 e 2. Não foi observada diferença estatística entre os grupos quanto à Sv.
CONCLUSÃO: os achados do presente experimento sugerem que nos indivíduos idosos (acima de 65 anos de idade), a propriedade osteogênica do enxerto ósseo autólogo diminui e a propriedade osteocondutora está comprometida.


Palavras-chave: Desenvolvimento Ósseo; Osso/biópsia; Osso/anatomia & histologia; Propriedades do osso; Ílio; Transplante ósseo.

Nota Prévia

10 - Alterações da parede gástrica após a utilização de balão intragástrico: estudo preliminar

Gastric wall changes after intragastric balloon placement: a preliminary experience

Luís Gustavo Santos Périssé; Paulo Cézar Marques Périssé, ECBC-RJ; Kelson Ferreira Ribeiro

Rev. Col. Bras. Cir. 2016;43(4):286-288

Resumo PDF PT PDF EN

OBJETIVO: avaliar a espessura da parede gástrica no momento do posicionamento do balão intragástrico (BIG), no momento de sua retirada e um mês após a retirada.
MÉTODOS: quinze pacientes obesos mórbidos foram submetidos à introdução de BIG sob anestesia geral. Em todos os pacientes foi feita infusão de 500 ml de água destilada e o balão foi insuflado com 5ml de água destilada. As medidas da espessura da parede gástrica foram feitas no antro, corpo e corpo alto utilizando-se um ecoendoscópio radial com frequência de 12MHz e zoom máximo.
RESULTADOS: a presença do BIG levou ao aumento da espessura da parede do corpo gástrico pelo aumento de espessura da sua camada muscular. Estas alterações são aparentemente transitórias já que após 30 dias da retirada do balão existiu uma tendência de retorno da espessura da parede aos valores observados antes do seu posicionamento.
CONCLUSÃO: a utilização do balão intragástrico para tratamento da obesidade determina aumento transitório da espessura da parede do corpo gástrico causado pelo aumento da camada muscular.


Palavras-chave: Obesidade Mórbida. Balão Gástrico. Endossonografia. Cirurgia Bariátrica. Estômago.

Nota Técnica

11 - Abordagem cervical por via retroauricular modificada com uso da técnica robótica: experiência inicial na América Latina

Robotic-assisted modified retroauricular cervical approach: initial experience in Latin America

Thiago Celestino Chulam; Renan Bezerra Lira; Luiz Paulo Kowalski, TCBC-SP

Rev. Col. Bras. Cir. 2016;43(4):289-291

Resumo PDF PT PDF EN

A preocupação com a melhoria dos resultados estéticos e funcionais sem comprometimento dos resultados oncológicos na cirurgia de cabeça e pescoço tem aumentado significativamente. Os procedimentos minimamente invasivos e principalmente aqueles que utilizam a tecnologia robótica permitiram o desenvolvimento de novas abordagens, incluindo o acesso retroauricular, que agora é usado rotineiramente, especialmente na Coréia do Sul. A presente nota irá ilustrar a técnica e a experiência inicial na América Latina, demonstrando que esta abordagem é viável, segura e eficaz oncologicamente, podendo ser utilizada em casos selecionados com um benefício estético evidente.


Palavras-chave: Robótica. Procedimentos Cirúrgicos Minimamente Invasivos. Esvaziamento Cervical.

12 - Fechamento de fístula brônquica com uso da terapia por pressão negativa: um tratamento viável e custo-efetivo

Bronchial fistula closure with negative pressure wound therapy: a feasible and cost-effective treatment

Rodrigo Barboza Nunes; Bruno Francisco Müller Neto; Federico Enrique Garcia Cipriano; Pedro Soler Coltro; Jayme Adriano Farina Júnior

Rev. Col. Bras. Cir. 2016;43(4):292-294

Resumo PDF PT PDF EN

O tratamento de fístula brônquica (FB) após lobectomia pulmonar é um desafio. Muitas vezes, o paciente demanda longo tempo de internação, apresenta recidivas de empiema e pneumonia, pode evoluir para sepse, frequentemente necessita de antibioticoterapia de amplo espectro, bem como de várias abordagens cirúrgicas. Com o advento e acúmulo de evidências dos benefícios da terapia por pressão negativa (TPN), seu uso em alguns pacientes com FB tem sido relatado com resultados animadores relativos à sua viabilidade e ao seu custo-efetividade. O objetivo deste estudo foi demonstrar a aplicação de TPN como recurso para tratamento da FB e analisar comparativamente o custo global do seu tratamento.


Palavras-chave: Fístula Brônquica. Pneumonectomia. Tratamento de Ferimentos com Pressão Negativa. Análise Custo-Benefício.

Ensino

13 - Perfil do médico recém-formado no sul do Brasil e sua inserção profissional

Profile of the newly graduated physicians in southern Brazil and their professional insertion

Kátia Sheylla Malta Purim; Luiza de Martino Cruvinel Borges; Ana Carolina Possebom

Rev. Col. Bras. Cir. 2016;43(4):295-300

Resumo PDF PT PDF EN

O conhecimento do perfil e inserção profissional dos recém-formados possibilita ajustes na educação médica. Este estudo avaliou 107 egressos de instituição privada no sul do país, utilizando questionário eletrônico autoaplicável. Houve participação similar de jovens de ambos os sexos e maior concentração masculina na área de cirurgia geral. Os egressos estão inseridos no mercado de trabalho público e privado. A maioria faz plantões extras em serviços de emergência e cirurgia do trauma, onde há maior necessidade de habilidades clinicas e cirúrgica. Esses achados apontam que a formação cirúrgica adequada durante a graduação é fundamental para a empregabilidade.


Palavras-chave: Educação Médica. Recursos Humanos em Saúde. Internato e Residência. Exercício Profissional. Cirurgia Geral.

Artigo de Revisão

14 - Cesariana a pedido materno

Cesarean section by maternal request

Raphael Câmara; Marcelo Burlá; José Ferrari; Lana Lima; Joffre Amim Junior; Antonio Braga; Jorge Rezende Filho

Rev. Col. Bras. Cir. 2016;43(4):301-310

Resumo PDF PT PDF EN

A cesariana a pedido materno é aquela realizada em uma gestante sem indicações médicas e sem contraindicação para tentativa do parto vaginal. Existe grande controvérsia sobre a realização da cesariana a pedido. Riscos potenciais da cesariana a pedido incluem complicações em gravidezes subsequentes, tais como: rotura uterina, placenta prévia e acretismo. Potenciais benefícios da cesariana a pedido englobam um menor risco de hemorragia pós-parto na primeira cesariana e menos complicações cirúrgicas quando comparada ao parto vaginal. A cesariana a pedido jamais deve ser realizada antes de 39 semanas.


Palavras-chave: Gestantes. Parto. Cesárea.

Indexada em:

Copyright 2017 - Revista do Colégio Brasileiro de Cirurgiões