Orgão Oficial

CBC - Revista do Colégio Brasileiro de Cirurgiões - Journal of the Brazilian College of Surgeons

Artigos Relacionados

27 resultado(s) para: Lesão por Pressão. Ferimentos e Lesões. Retalhos Cirúrgicos. Cirurgia Plástica.

Uso de retalho muscular de parede abdominal para reconstrução ureteral. Estudo experimental em coelhos

Ureteral reconstruction with abdominal wall muscle flap: experimental study in rabbits

Nelson Alfred Smith, Paulo Cesar Silva, Manoel Luiz Ferreira, Alberto Schanaider

Rev. Col. Bras. Cir. 2014;41(6):455-456 : Nota Técnica

Resumo PDF PT PDF EN

Os autores detalham o desenvolvimento experimental de uma técnica para a reconstrução do ureter, utilizando um retalho muscular da parede abdominal, na forma tubular. O resultado preliminar indica a viabilidade desta técnica operatória.


Palavras-chave: Ureter, Retalhos Cirúrgicos, Parede Abdominal

Mastopexia de aumento após cirurgia bariátrica: avaliação da satisfação das pacientes e resultados cirúrgicos

Augmentation mastopexy after bariatric surgery: evaluation of patient satisfaction and surgical results

Wilson Cintra Junior, TCBC-SP; Miguel Luiz Antonio Modolin, ECBC-SP; Rodrigo Itocazo Rocha; Rolf Gemperli, TCBC-SP

Rev. Col. Bras. Cir. 2016;43(3):160-164 : Artigo Original

Resumo PDF PT PDF EN

OBJETIVO: avaliar a satisfação das pacientes e os resultados cirúrgicos obtidos após a mastopexia com inclusão de implantes mamários.
MÉTODOS: estudo prospectivo com 20 pacientes consecutivas do sexo feminino, com média etária de 39,9 anos, que foram submetidas à mastopexia de aumento. Foram aplicadas entrevistas psicológicas semidirigidas nos períodos pré e pós-operatórios e cujas respostas foram tabuladas, divididas em categorias, e possibilitaram a avaliação da satisfação das pacientes. Foi realizada avaliação dos resultados cirúrgicos através da análise fotográfica por três cirurgiões plásticos independentes, nos períodos pré e pós-operatórios, que atribuíram notas aos seguintes itens: forma da mama, volume da mama, simetria entre as mamas, posicionamento do complexo aréolo-papilar e qualidade e extensão das cicatrizes.
RESULTADOS: dezenove pacientes (95%) referiram satisfação com o resultado cirúrgico obtido (p<0,001). A média das somatórias das notas atribuídas pelos três cirurgiões, referentes a cada paciente, variou entre 4,7 e 10, sendo a média geral de 7,28. Os resultados foram considerados bons ou ótimos para 65% da amostra e pobres para 8,4%.
CONCLUSÃO: houve satisfação de 95% das pacientes com os resultados obtidos pela mastopexia de aumento. A análise fotográfica dos resultados obteve nota média de 7,28, caracterizado como bom resultado, apesar da fraca concordância entre os avaliadores.


Palavras-chave: Mamoplastia. Implantes de Mama. Satisfação do Paciente. Obesidade Mórbida. Cirurgia Plástica.

O adesivo biológico de colágeno, fibrinogênio e trombina é eficaz no tratamento de lesões hepáticas experimentais

Collagen, fibrinogen and thrombin biological addesive is effective in treating experimental liver injuries

Frederico Michelino de Oliveira; Marcus Vinícius H. de Carvalho; Evaldo Marchi; Clóvis Antônio Lopes Pinto

Rev. Col. Bras. Cir. 2016;43(4):254-261 : Artigo Original

Resumo PDF PT PDF EN

OBJETIVO: avaliar a eficácia de um adesivo à base de colágeno associado a fibrinogênio e trombina, no trauma hepático experimental em ratos.
MÉTODOS: foram incluídos no estudo 30 ratos Wistar, igualmente divididos aleatoriamente em três grupos: A, B e C. Todos foram submetidos à lesão traumática hepática padronizada. No grupo A a lesão foi tratada com o adesivo, no grupo B com sutura convencional com fio absorvível e no grupo C não houve tratamento da lesão. Foram analisados o tempo de hemostasia, mortalidade, ocorrência de aderências e eventuais alterações histológicas.
RESULTADOS: os resultados mostraram que não houve diferença estatística em relação à mortalidade (p=0,5820). O grupo tratado com adesivo apresentou os menores tempos de hemostasia (p=0,0573 e odds ratio 13,5) e menor ocorrência de aderências (p=0,0119). Microscopicamente, as alterações histológicas dos grupos A e B foram semelhantes, com a formação de granuloma de corpo estranho separando o material do adesivo e do fio de sutura do estroma hepático.
CONCLUSÃO: o estudo concluiu que o adesivo de colágeno associado a fibrinogênio e trombina foi eficaz no tratamento do trauma hepático experimental, proporcionado menor ocorrência de aderências entre o fígado e as estruturas vizinhas.


Palavras-chave: Ferimentos e Lesões. Fígado. Hemostáticos. Trombina. Adesivos Teciduais.

Perfil dos pacientes vítimas de trauma renal atendidos em um hospital universitário de Curitiba

Profile of renal trauma victims treated at a university hospital in Curitiba

Cesar Augusto Broska Júnior; André de Castro Linhares; André Montes Luz; Carlos Roberto Naufel Júnior, TCBC-PR; Mariana Santos de-Oliveira; André Luiz Benção; Gabriela Veronese

Rev. Col. Bras. Cir. 2016;43(5):341-347 : Artigo Original

Resumo PDF PT PDF EN

OBJETIVO: estudar o perfil das vítimas de traumas renais submetidos a tratamento cirúrgico e clínico em um hospital de Curitiba.
MÉTODOS: estudo transversal quantitativo analítico retrospectivo de pacientes com trauma renal admitidos no Hospital Universitário Evangélico de Curitiba entre fevereiro de 2011 e janeiro de 2014.
RESULTADOS: fizeram parte do estudo 38 pacientes, sendo quatro mulheres e 34 homens, com média de idade de 28,4 anos. A maior parte dos traumas (60,5%) foi decorrente de mecanismo fechado, em especial acidentes automobilísticos envolvendo motos, tratados de maneira conservadora na maior parte dos casos. Os pacientes que necessitaram de tratamento cirúrgico possuíam lesões renais graves ou alguma outra lesão associada, geralmente intra-abdominal. O tempo de internamento foi menor no grupo de tratamento conservador (10,8 dias) em relação ao grupo de tratamento cirúrgico (18,8 dias), assim como a mortalidade também foi menor no grupo de tratamento conservador (8,3%) comparada ao cirúrgico (14,3%). Nenhuma morte foi relacionada à lesão renal em si.
CONCLUSÃO: os pacientes com traumatismo renal neste estudo foram homens jovens, vítimas de acidentes automobilísticos com motos, ocorrendo durante a noite e madrugada. A maioria das lesões foi tratada de modo conservador.


Palavras-chave: Ferimentos e Lesões. Rim/Lesões. Traumatismos Abdominais. Traumatismo Múltiplo. Traumatologia.

Estudo comparativo de técnicas de fechamento temporário da cavidade abdominal durante o controle de danos

Comparative study of abdominal cavity temporary closure techniques for damage control

Marcelo A. F. Ribeiro Jr, TCBC-SP; Emily Alves Barros; Sabrina Marques de Carvalho; Vinicius Pereira Nascimento; José Cruvinel Neto, TCBC-SP; Alexandre Zanchenko Fonseca

Rev. Col. Bras. Cir. 2016;43(5):368-373 : Artigo de Revisão

Resumo PDF PT PDF EN

A cirurgia de controle de danos, com ênfase em peritoneostomia, geralmente resulta em retração da aponeurose e perda da capacidade de fechar a parede abdominal, levando à formação de hérnias ventrais incisionais. Atualmente, várias técnicas oferecem maiores chances de fechamento da cavidade abdominal, com menor tensão. Deste modo, este estudo tem por objetivo avaliar três técnicas de fechamento temporário da cavidade abdominal: fechamento a vácuo (Vacuum-Assisted Closure Therapy – VAC), Bolsa de Bogotá e Vacuum-pack. Realizou-se uma revisão sistemática da literatura com seleção de 28 artigos publicados nos últimos 20 anos. As técnicas de Bolsa de Bogotá e Vacuum-pack tiveram como vantagem o acesso fácil ao material, na maioria dos centros, e baixo custo, ao contrário do que se observa na terapia a vácuo, VAC, que além de apresentar alto custo, não está disponível em grande parte dos hospitais. A técnica  VAC, por outro lado, foi mais eficaz na redução da tensão nas bordas das lesões, ao remover fluidos estagnados e detritos, além de exercer ação a nível celular, aumentando as taxas de proliferação e divisão celular, e apresentou as maiores taxas de fechamento primário da cavidade abdominal.


Palavras-chave: Abdome. Peritonite. Ferimentos e Lesões. Parede Abdominal. Infecção.

Reconstrução de membros inferiores: perfil, manejo e evolução dos pacientes do Hospital Regional da Asa Norte do Distrito Federal

Lower extremity reconstruction: epidemiology, management and outcomes of patients of the Federal District North Wing Regional Hospital

Jefferson Lessa Soares Macedo, TCBC-DF; Simone Corrêa Rosa; Daniel Lobo Botelho; Clendes Pereira dos Santos; Murilo Neves de Queiroz; Tabatha Gonçalves Andrade Castelo Branco Gomes

Rev. Col. Bras. Cir. 2017;44(1):9-16 : Artigo Original

Resumo PDF PT PDF EN

OBJETIVO: avaliar o tratamento de feridas traumáticas complexas de membros inferiores analisando suas características, tipos, condutas e evolução, com ênfase no tratamento cirúrgico.
MÉTODOS: estudo prospectivo de pacientes tratados pela Cirurgia Plástica em um hospital regional do Distrito Federal no período de um ano. Os dados foram coletados através de avaliações seriadas e registro de contatos telefônicos.
RESULTADOS: foram estudados 40 pacientes com média de idade de 25,6 anos, predominantemente homens (62,5%). As feridas do terço distal do membro inferior foram mais frequentes (37,5%). 55% apresentavam exposições óssea ou tendinosa e 35%, fraturas expostas do membro inferior. O tratamento foi enxerto de pele (57,5%), retalho fascio-cutâneo local (15%), retalho muscular (12,5%), retalho fascio-cutâneo de perna cruzada, retalho sural reverso (12,5%) e retalho microcirúrgico (2,5%). A avaliação em curto prazo evidenciou que 35 pacientes tiveram resultado excelente ou bom (87,5%), quatro tiveram resultado regular (10%), e um teve resultado insatisfatório (2,5%). Em longo prazo, dos 18 pacientes que responderam ao questionário, dez deambularam, mesmo que com apoio, no primeiro trimestre após a cirurgia (55,6%).
CONCLUSÂO: nosso estudo mostrou que o perfil dos pacientes com trauma de membros inferiores que necessitaram de reconstrução cirúrgica foi representado por homens jovens, envolvidos em acidentes motociclísticos, durante situação de lazer, sendo o terço distal da perna a região mais acometida. A enxertia foi a técnica mais utilizada para reconstrução e a avaliação funcional pós-operatória demonstrou que, apesar de lesões complexas, a maioria dos pacientes evoluiu com processo de cicatrização favorável e sucesso na evolução funcional.


Palavras-chave: Extremidade Inferior. Ferimentos e Lesões. Escala de Gravidade do Ferimento. Cirurgia Plástica.

Conversão dos resumos apresentados em congressos de Cirurgia Plástica em manuscritos completos: uma perspectiva brasileira

Conversion of Plastic Surgery meeting abstract presentations to full manuscripts: a brazilian perspective

Rafael Denadai, AsCBC-SP; André Silveira Pinho; Hugo Samartine Júnior; Rodrigo Denadai; Cassio Eduardo Raposo-Amaral

Rev. Col. Bras. Cir. 2017;44(1):17-26 : Artigo Original

Resumo PDF PT PDF EN

OBJETIVO: avaliar a taxa de conversão de resumos apresentados em congressos de Cirurgia Plástica em publicações de manuscritos completos e examinar fatores associados a essa conversão.
MÉTODOS: resumos apresentados nos XLVII e XLVIII Congressos Brasileiros de Cirurgia Plástica foram avaliados por meio de referências cruzadas em diversos bancos de dados. Averiguaram-se as características dos resumos associadas às publicações de manuscritos completos.
RESULTADOS: dos 200 resumos apresentados, 50 foram posteriormente publicados na íntegra, determinando uma taxa de publicação de 25%. O tempo médio para publicação foi 15,00±13,75 meses. No total, houve 4,93±1,63 autores/resumo e 67,8±163 pacientes/resumo; 43,5% dos resumos foram estudos retrospectivos; 69% pertenciam aos tópicos crânio, cabeça e pescoço, e tórax e tronco e 88,5% não apresentavam análise estatística. No geral, 80% dos manuscritos foram publicados em revistas de Cirurgia Plástica, 76% não exibiam fator de impacto e 52% não possuíam citações. As análises bivariada e multivariada revelaram que a presença de análise estatística foi o fator preditivo significativo (p<0,05) para a conversão de resumos em manuscritos completos.
CONCLUSÃO: a taxa de conversão deste estudo bibliométrico foi inferior à tendência de conversão descrita em congressos internacionais de Cirurgia Plástica, e a presença de análise estatística foi um determinante para o sucesso de conversão.


Palavras-chave: Manuscritos. Cirurgia plástica. Publicações.

Perfil dos pacientes vítimas de trauma torácico submetidos à drenagem de tórax

Profile of thoracic trauma victims submitted to chest drainage

Cesar Augusto Broska Júnior; Adriane Barbosa Botelho; André de Castro Linhares; Mariana Santos de Oliveria; Gabriela Veronese; Carlos Roberto Naufel Júnior, TCBC-PR; Lislaine Cruz Batista; Maria Angélica Kurpel Diogo

Rev. Col. Bras. Cir. 2017;44(1):27-32 : Artigo Original

Resumo PDF PT PDF EN

OBJETIVO: descrever e comparar as variáveis envolvidas nos pacientes vítimas de trauma torácico submetidos à drenagem de tórax.
MÉTODOS: estudo transversal descritivo analítico retrospectivo realizado com prontuários de pacientes atendidos no Serviço de Trauma do Hospital Universitário Evangélico de Curitiba entre fevereiro de 2011 e janeiro de 2014.
RESULTADOS: neste período foram atendidos 488 pacientes, 84,7% homens e 15,3% mulheres, com média de idade de 38,2 anos. Os atendimentos geralmente ocorreram à noite sem predomínio entre mecanismo aberto ou fechado e/ou em relação ao sexo ou idade. A maioria dos pacientes com trauma torácico que necessitaram de drenagem teve diagnóstico feito por anamnese e exame físico (41,1%) e foram drenados no pronto socorro (80,8%). Grande parte dos pacientes (66,2%) teve outra lesão associada, na maioria alguma víscera abdominal. Complicações estiveram presentes em 16,6% (81 pacientes), a maior parte por erro de posicionamento do dreno (9,2%). O tempo médio de internamento foi 15 dias e de drenagem, 8,1 dias, sem diferença estatística entre trauma aberto e fechado. O desfecho clínico envolveu alta na maioria dos casos.
CONCLUSÃO: o perfil dos pacientes com trauma torácico é o de homens jovens, atendidos durante a noite, com alguma outra lesão associada. Apesar do diagnóstico e do tratamento serem feitos de modo rápido e, na maior parte das vezes, sem a necessidade de exames complexos, o tempo de drenagem, internamento e complicações foram mais alto do que na literatura, o que pode ser explicado pela drenagem no próprio pronto-socorro e pela presença de outras lesões associadas.


Palavras-chave: Ferimentos e Lesões. Traumatismos Torácicos. Drenagem.

Efeitos da heparina e da oxigenação hiperbárica na redução de necrose de modelo animal para desluvamentos

Effects of heparin and hyperbaric oxygenation on necrosis reduction in an animal model for degloving injuries

Douglas Neumar Menon; Letícia Teixeira; Natalha Bristot Paurosi; Marcio Eduardo Barros

Rev. Col. Bras. Cir. 2017;44(1):64-71 : Artigo Original

Resumo PDF PT PDF EN

OBJETIVOS: avaliar a eficácia do tratamento com oxigenoterapia hiperbárica ou com heparina tópica e intralesional em modelo animal de desluvamentos.
MÉTODOS: estudo experimental, com ratos adultos machos Wistar, submetidos a desluvamento do membro posterior esquerdo e divididos em quatro grupos, de acordo com o tratamento: Grupo 1 (controle) – sem tratamento; Grupo 2 (Heparina) – aplicação intralesional no momento da cirurgia e tópica, no pós operatório, com spray de heparina 10.000UI/mL; Grupo 3 (oxigenação hiperbárica) – sessões diárias de 30 minutos em câmara hiperbárica com 100% de oxigênio e 2 ATA de pressão; Grupo 4 (controle positivo) – administração de dose única de 45mg/kg de alopurionol intraperitoneal. No sétimo dia os animais foram mortos e os retalhos cutâneos foram retirados e realizadas medidas das áreas total e necrótica, bem como cálculo da porcentagem da área de necrose.
RESULTADOS: a média da porcentagem de necrose do grupo controle foi 56,03%; no grupo controle positivo, 51,36% (p≤0,45); no grupo da heparina, 42,10% (p≤0,07) e no grupo da oxigenoterapia hiperbárica, 31,58% (p≤0,01).
CONCLUSÃO: tanto a oxigenoterapia hiperbárica quanto a terapia com heparina mostraram-se eficazes na redução do percentual de necrose no modelo estudado, embora neste trabalho apenas a oxigenação hiperbárica tenha demonstrado significância estatística.


Palavras-chave: Cirurgia Plástica. Ferimentos e Lesões. Traumatologia.

Terapia por pressão negativa no tratamento de feridas complexas

Negative pressure therapy for the treatment of complex wounds

Renan Victor Kümpel Schmidt Lima; Pedro Soler Coltro, ACBC-SP; Jayme Adriano Farina Júnior

Rev. Col. Bras. Cir. 2017;44(1):81-93 : Artigo de Revisão

Resumo PDF PT PDF EN

O objetivo desse estudo é avaliar a eficácia da terapia por pressão negativa (TPN) no tratamento de feridas complexas, com ênfase em seus mecanismos de ação e principais indicações terapêuticas. Foi realizada revisão na base de dados Pubmed / Medline, em artigos publicados de 1997 a 2016, e selecionados os mais relevantes. O mecanismo de ação da TPN envolve efeitos físicos, como o aumento da perfusão, controle do edema e do exsudato, redução das dimensões da ferida e depuração bacteriana, e biológicos, como o estímulo à formação de tecido de granulação, microdeformações e redução da resposta inflamatória local. As principais indicações da TPN são as feridas complexas como úlceras por pressão, feridas traumáticas, deiscências de ferida operatória, queimaduras, feridas necrotizantes, úlceras venosas, feridas diabéticas, os enxertos de pele, o abdome aberto, na prevenção de complicações em incisões fechadas e na associação com instilação de soluções em feridas infectadas.


Palavras-chave: Tratamento de Ferimentos com Pressão Negativa. Ferimentos e Lesões. Técnicas de Fechamento de Ferimentos. Úlcera por Pressão. Deiscência da Ferida Operatória.

Implantes de acrílico customizados para a reconstrução de defeitos extensos da calota craniana: uma abordagem de exceção para pacientes selecionados

Customized acrylic implants for reconstruction of extensive skull defects: an exception approach for selected patients

Rafael Denadai Pigozzi da Silva, AsCBC-SP; Cesar Augusto Raposo-Amaral; Marcelo Campos Guidi; Cassio Eduardo Raposo-Amaral; Celso Luiz Buzzo

Rev. Col. Bras. Cir. 2017;44(2):154-162 : Artigo Original

Resumo PDF PT PDF EN

OBJETIVO: apresentar nossa experiência no tratamento cirúrgico dos defeitos extensos da calota craniana com implantes de acrílico customizados.
MÉTODOS: análise retrospectiva de pacientes com defeitos extensos da calota craniana submetidos à cranioplastias com acrílico entre 2004 e 2013. Todos os pacientes foram criteriosamente selecionados e os resultados cirúrgicos foram classificados com base em três escalas (estética craniofacial, melhora da simetria facial e necessidade de cirurgia adicional).
RESULTADOS: Quinze pacientes foram submetidos à cranioplastia com implantes de acrílico customizados manualmente no intraoperatório (46,67%) e confeccionados com base em biomodelos tridimensionais prototipados (53,33%). Mesmo respeitando critérios de seleção, houve duas (13,33%) complicações (infecção com retirada do implante e seroma). A estética craniofacial foi considerada excelente (50%), o grau de melhora da simetria craniofacial foi considerado satisfatório (57,14%) e a média global dos resultados cirúrgicos de acordo com a necessidade de novas cirurgias foi 1,5±0,52.
CONCLUSÃO: as cranioplastias dos pacientes com defeitos da calota craniana extensos devem ser criteriosamente indicadas, obedecendo a critérios pré-determinados de seleção dos pacientes, bem como, do método de customização do implante de acrílico.


Palavras-chave: Anormalidades Craniofaciais. Polimetil Metacrilato. Cirurgia Plástica

Preditores de mortalidade em pacientes com fratura de pelve por trauma contuso

Mortality predictors in patients with pelvic fractures from blunt trauma

Wagner Oséas Corrêa; Vinícius Guilherme Rocha Batista; Erisvaldo Ferreira Cavalcante Júnior; Michael Pereira Fernandes; Rafael Fortes; Gabriela Zamunaro Lopes Ruiz; Carla Jorge Machado; Mario Pastore Neto

Rev. Col. Bras. Cir. 2017;44(3):222-230 : Artigo Original

Resumo PDF PT PDF EN

OBJETIVO: analisar a associação de mortalidade com variáveis sociodemográficas, clínicas, lesões e complicações em pacientes com trauma de pelve decorrente de trauma contuso.
MÉTODOS: estudo retrospectivo e observacional com dados de registro de trauma obtidos durante cinco anos. O óbito foi a variável de estratificação das análises. Para verificar se as variáveis de interesse tinham associação com o óbito, foi realizado o teste t de Student e teste do Qui-quadrado (ou Fisher) e Wilcoxon-Mann Whitney . Os fatores independentemente associados ao óbito foram analisados por modelo logístico binomial, e com base nos testes de Wald e por Critérios de Informação de Akaike (AIC) e Bayesiano de Schwarz (BIC).
RESULTADOS: dos 28 pacientes com fratura de pelve por trauma contuso, 23 (82,1%) eram homens; 16 (57,1%) com média de idade de 38,8 anos (desvio padrão 17,3). Houve 98 lesões ou fraturas nos 28 pacientes. Quanto à gravidade, sete pacientes tiveram Injury Severity Score superior a 24 (25%). O tempo de internação hospitalar médio foi 26,8 dias (DP=22,4). Quinze pacientes (53,6%) tiveram internação em UTI. A incidência de óbito foi de 21,4%. A análise mostrou que idade igual ou maior do que 50 anos e presença de coagulopatia foram fatores independentemente associados ao óbito.
CONCLUSÃO: as fraturas de pelve podem ter mortalidade elevada. Neste estudo a mortalidade foi superior ao que é descrito na literatura. A idade acima de 50 anos e a coagulopatia se revelaram fatores de risco nessa população.


Palavras-chave: Ferimentos e Lesões. Pelve. Traumatismo Múltiplo. Cirurgia Geral.

Análise retrospectiva de 103 casos de lesão diafragmática operados em um centro de trauma

Retrospective analysis of 103 diaphragmatic injuries in patients operated in a trauma center

Lucas Figueiredo Cardoso; Marcus Vinícius Capanema Gonçalves; Carla Jorge Machado; Vivian Resende, TCBC-MG; Michael Pereira Fernandes; Mario Pastore-Neto; Renato Gomes Campanati; Guilherme Victor Oliveira Pimenta Reis

Rev. Col. Bras. Cir. 2017;44(3):245-251 : Artigo Original

Resumo PDF PT PDF EN

OBJETIVO: analisar os fatores associados ao óbito em pacientes com lesão diafragmática atendidos em hospital de referência para o trauma.
MÉTODOS: estudo retrospectivo de pacientes com lesão do diafragma atendidos no Hospital Risoleta Tolentino Neves da Universidade Federal de Minas Gerais entre janeiro de 2010 e dezembro de 2014. Foi utilizado o Banco de Registros de Trauma Collector® (MD, USA). Utilizaram-se dados demográficos, localização da lesão diafragmática, lesões associadas de outros órgãos, número de lesões associadas, tipo de abordagem terapêutica, complicações e o escore de gravidade Injury Severity Score (ISS). A variável de interesse foi a ocorrência de óbito.
RESULTADOS: foram identificados 103 pacientes e a incidência de óbito foi de 16,5%. Lesões penetrantes ocorreram em 98% dos pacientes. Em análise univariada a mortalidade foi maior em pacientes cujo tratamento foi não operatório, sem rafia (p=0,023), e menor em pacientes submetidos à rafia diafragmática (p<0,001). O aumento do número de lesões associou-se ao aumento da incidência de óbitos (p=0,048). Em análise multivariada, ISS>24 (OR=4,0; p=0,029) e rafia do diafragma (OR=0,76; p<0,001) associaram-se à mortalidade.
CONCLUSÃO: os achados indicam que a ruptura traumática do diafragma raramente se apresenta como lesão isolada, estando associada frequentemente à lesão de outros órgãos, especialmente fígado e vísceras ocas. Pode-se afirmar que a mortalidade foi mais elevada entre aqueles com ISS>24.


Palavras-chave: Diafragma. Ferimentos e Lesões. Morte.

Relação entre o mecanismo de trauma e lesões diagnosticadas em vítimas de trauma fechado

Trauma mechanism predicts the frequency and the severity of injuries in blunt trauma patients

José Gustavo Parreira; Giovanna Zucchini Rondini; Cristiano Below; Giuliana Olivi Tanaka; Julia Nunes Pelluchi; Jacqueline Arantes-Perlingeiro; Silvia Cristine Soldá; José César Assef

Rev. Col. Bras. Cir. 2017;44(4):340-347 : Artigo Original

Resumo PDF PT PDF EN

OBJETIVO: analisar a correlação do mecanismo de trauma com a frequência e a gravidade das lesões.
MÉTODOS: análise retrospectiva das informações do registro de trauma em período de 15 meses. O mecanismo de trauma foi classificado em seis tipos: ocupantes de veículo de quadro rodas envolvidos em acidente de tráfego (AUTO), pedestres vítimas de atropelamento (ATRO), motociclistas vítimas de acidentes de tráfego (MOTO), vítimas de quedas de altura (QUED), vítimas de agressão física com instrumentos contundentes (AGRE) e vítimas de queda do mesmo nível (QMN).
RESULTADOS: o mecanismo de trauma foi classificado em 3639 casos, sendo 337 (9,3%) AUTO, 855 (23,5%) ATRO, 924 (25,4%) MOTO, 455 (12,5%) QUED, 424 (11,7%) AGRE e 644 (17,7%) QMN. Houve diferença significativa na comparação entre os grupos das médias dos índices do Revised Trauma Score (RTS), do Injury Severity Score (ISS) e da Abbreviated Injury Scale (AIS) do segmento cefálico, torácico, abdominal e extremidades (p<0,05). Lesões graves em segmento cefálico foram mais frequentes nas vítimas de ATRO, seguidos de AGRE e QUED (p<0,001). Lesões graves em tórax foram mais frequentes em AUTO, seguidos de QUED e ATRO (p<0,001). As lesões abdominais foram menos frequentes nas vítimas de QMN (p=0,004). Lesões graves em extremidades foram mais frequentes em ATRO, seguidos de MOTO e QUED (p<0,001).
CONCLUSÃO: com a análise do mecanismo de trauma é possível prever a frequência e a gravidade das lesões em vítimas de trauma fechado.


Palavras-chave: Causas Externas. Ferimentos e Lesões. Fraturas Ósseas. Traumatismo Múltiplo.

Experiência inicial com terapia por pressão negativa por instilação em feridas complexas

Initial experience with negative-pressure wound therapy with instillation in complex wounds

Dimas André Milcheski; Marcelo Lima Portocarrero; Daniel Mamere Alvarez; Luiz Guilherme de Moraes Prado Mazuca; Araldo Ayres Monteiro Junior; Rolf Gemperli

Rev. Col. Bras. Cir. 2017;44(4):348-353 : Artigo Original

Resumo PDF PT PDF EN

OBJETIVO: relatar a experiência inicial com a terapia por pressão negativa por instilação em feridas complexas infectadas ou contaminadas.
MÉTODOS: a terapia por pressão negativa por instilação utilizada foi o V.A.C. Ulta com instilação Veraflo (Kinetic Concepts, Inc). O modo de operação foi contínuo com pressão sub-atmosférica ajustada em 125 mmHg por duas horas e instilação entre as pausas. O tempo de instilação foi de 20 minutos (tempo de contato do agente tópico com a ferida) e a substância instilada foi solução salina padrão a 0,9%. Após obtenção de preparo adequado da ferida, ela foi coberta com enxerto ou retalho.
RESULTADOS: foram operados dez pacientes com feridas complexas contaminadas ou infectadas. O número médio de trocas da TPNi foi 1,4, o número médio total de cirurgias foi de 2,4, o intervalo até a cobertura da ferida foi de 6,3 dias e o intervalo até a alta foi de 11,4 dias.
CONCLUSÃO: a comparação da terapia por pressão negativa por instilação com dois estudos prévios (controle histórico) evidenciou um tempo de internação menor, favorecendo a TPNi. Este estudo teve um caráter inicial, fazendo-se necessário conduzir um trabalho randomizado e controlado para confirmar a eficácia desta terapia e verificar a sua custo-efetividade.


Palavras-chave: tratamento de ferimentos com pressão negativa. Técnicas de Fechamento de Ferimentos. Curativos Oclusivos. Cirurgia Plástica.

Abordagem cirúrgica do hiperteleorbitismo na displasia craniofrontonasal

Surgical approach of hypertelorbitism in craniofrontonasal dysplasia

Rafael Denadai; Wellington Matheus Roberto; Celso Luiz Buzzo; Enrico Ghizoni; César Augusto Raposo-Amaral; Cassio Eduardo Raposo-Amaral

Rev. Col. Bras. Cir. 2017;44(4):383-390 : Artigo Original

Resumo PDF PT PDF EN

OBJETIVO: apresentar nossa experiência no tratamento cirúrgico do hiperteleorbitismo na displasia craniofrontonasal.
MÉTODOS: análise retrospectiva dos pacientes com displasia craniofrontonasal operados por orbital box osteotomy ou por bipartição facial entre os anos de 1997 e 2015. Informações sobre as intervenções cirúrgicas foram obtidas dos prontuários médicos, exames complementares, fotografias e entrevistas clínicas. Os resultados cirúrgicos foram classificados com base na necessidade de cirurgia adicional, e a recidiva orbital foi calculada.
RESULTADOS: sete pacientes do sexo feminino foram incluídas, três submetidas à orbital box osteotomy (42,86%) e quatro (57,14%) à bipartição facial. Houve uma recidiva orbital média de 3,71±3,73mm. A média global dos resultados cirúrgicos de acordo com a necessidade de novas cirurgias foi de 2,43±0,53.
CONCLUSÃO: a abordagem cirúrgica do hiperteleorbitismo na displasia craniofrontonasal deve ser individualizada, respeitando, sempre que possível, a idade e as preferências dos pacientes, seus familiares e cirurgiões.


Palavras-chave: Anormalidades Craniofaciais. Cirurgia Plástica. Olho. Osteotomia.

Perfil epidemiológico e tratamento de perdas de substância por trauma em membros inferiores

Epidemiological profile and treatment of substance losses by trauma to the lower limbs

Ricardo Barros Martins Rezende; Jefferson Lessa Soares de Macedo, TCBC-DF; Simone Corrêa Rosa; Fernando Soares Galli

Rev. Col. Bras. Cir. 2017;44(5):444-451 : Artigo Original

Resumo PDF PT PDF EN

OBJETIVO: avaliar o perfil epidemiológico, o tratamento cirúrgico e os resultados pós-operatórios de pacientes com feridas complexas traumáticas de membros inferiores.
MÉTODO: estudo retrospectivo dos pacientes com ferimentos complexos traumáticos tratados pelo Serviço de Cirurgia Plástica de um hospital regional de Brasília. Foram analisados os dados clínico-epidemiológicos, o tipo de procedimento cirúrgico e a recuperação funcional do membro após seis meses do tratamento.
RESULTADOS: foram tratados 119 pacientes, com média de idade de 29 anos, predominantemente homens (76,4%). O acidente moto ciclístico foi responsável pela maioria das lesões, em 37,8% dos casos. O tratamento cirúrgico mais realizado foi o enxerto de pele (62,1% dos casos), seguido pelo retalho fascio-cutâneo (21,9%), o retalho muscular (12,6%) e o retalho microcirúrgico (3,4%). Seis meses após a conclusão do tratamento cirúrgico, 35,3% dos pacientes necessitavam de muletas para se locomover, caracterizando um atraso na recuperação funcional do membro que, no entanto, estava relacionado significativamente à presença de fratura, de fixador externo ou de exposição óssea no pré-operatório.
CONCLUSÃO: o perfil do paciente com ferida complexa traumática de membros inferiores foi homem, vítima de acidente motociclístico e o enxerto foi o tratamento mais utilizado. O trauma ortopédico com fratura óssea, exposição óssea e a presença de fixador externo estiveram associados significativamente a um maior risco de prejuízo funcional do membro com necessidade de muletas para locomoção após seis meses de tratamento.


Palavras-chave: Extremidade Inferior. Ferimentos e Lesões. Retalhos Cirúrgicos. Cirurgia Plástica. Perfil de Saúde.

Efeitos do dimetilsulfóxido e da pentoxifilina na vitalidade de retalhos cutâneos em ratos

Effects of dimethylsulfoxide and pentoxifylline in the vitality of cutaneous flaps in rats

Stephanie Luzia da Costa Pedretti; Cícero de Lima Rena, ECBC-MG; Maria Christina Marques Nogueira Castãnon; Ana Paula do Nascimento Duque; Fernando Henrique Pereira; Tarcizo Afonso Nunes

Rev. Col. Bras. Cir. 2017;44(5):457-464 : Artigo Original

Resumo PDF PT PDF EN

OBJETIVOS: verificar a influência do dimetilsulfóxido e da pentoxifilina na vitalidade e no processo de reparo tecidual de retalhos cutâneos em ratos.
MÉTODO: foram estudados 30 ratos Wistar, nos quais foi confeccionado retalho cutâneo dorsal de 2cm de largura por 8cm de comprimento, de base caudal, e distribuídos em três grupos: Grupo Controle (n=10) com aplicação de gaze umedecida com solução salina a 0,9%, no leito do retalho, por 30 segundos; Grupo dimetilsulfóxido (n=10) com injeção de 1ml de dimetilsulfóxido a 5% divididos em cinco injeções de 0,2ml na transição dos segmentos do retalho; Grupo pentoxifilina (n=10) com injeção de 1ml pentoxifilina 20mg/kg, divididos em cinco injeções de 0,2ml na transição dos segmentos do retalho. Os fármacos foram administrados no transoperatório, em dose única e por via subcutânea. Os retalhos cutâneos foram observados quanto às alterações de cor e textura. No décimo dia de pós-operatório aferiu-se a dimensão do tecido viável e de necrose, seguido da exérese da peça para análise histológica.
RESULTADOS: a medida da dimensão de tecido viável e de necrose dos grupos não apresentou diferenças. A análise histológica mostrou que o grupo dimetilsulfóxido apresentou neovascularização, infiltrado inflamatório com leucócitos e estroma conjuntivo mais estruturado. O grupo pentoxifilina, mostrou neovascularização e infiltrado inflamatório com granulação moderada e intensa. O grupo controle evoluiu com maior índice de necrose no segmento distal.
CONCLUSÃO: dimetilsulfóxido e pentoxifilina influenciaram na vitalidade do retalho e no processo de reparo tecidual. Entretanto, não evitaram a necrose macroscopicamente.


Palavras-chave: Cicatrização. Dimetil Sulfóxido. Pentoxifilina. Ratos. Retalhos Cirúrgicos.

Efeitos da pressão local no fluxo sanguíneo cutâneo de porcos

Effects of local pressure on cutaneous blood flow in pigs

Michel Luciano Holger Toledano Vaena, TCBC-RJ; João Paulo Sinnecker; Bruno Benedetti Pinto; Mario Fritsch Toros Neves; Fernando Serra-Guimarães; Ruy Garcia Marques, TCBC-RJ

Rev. Col. Bras. Cir. 2017;44(5):498-504 : Artigo Original

Resumo PDF PT PDF EN

OBJETIVO: avaliar os efeitos de pressões crescentes exercidas sobre a pele de porcos no fluxo sanguíneo cutâneo.
MÉTODOS: estudo experimental em porcos submetidos a implantes magnéticos subcutâneos (n=30). Após a cicatrização, foram aplicados sobre a pele, ímãs externos com forças magnéticas variadas, gerando compressão. A circulação cutânea da pele submetida à compressão foi avaliada pela técnica Laser Speckle Contrast Imaging (LSCI). A profundidade dos implantes foi medida por ultrassonografia, e simulações computacionais foram aplicadas para o cálculo dos diferentes valores de pressão, considerando-se as variadas distâncias entre implantes e ímãs externos.
RESULTADOS: dezenove implantes apresentaram complicações. Os 11 restantes foram submetidos à diferentes compressões magnéticas e análise de perfusão. Dois modelos de regressão linear mostraram uma correlação inversa entre pressão exercida e perfusão cutânea com variação significativa principalmente nos acréscimos iniciais de pressão até 20mmHg.
CONCLUSÃO: a principal redução do fluxo sanguíneo cutâneo resulta dos acréscimos iniciais de pressão de até 20mmHg. Os resultados sugerem que a isquemia tecidual pode ocorrer mesmo em regimes de baixa pressão, o que poderia contribuir para surgimento de lesões de pele, particularmente as úlceras relacionadas a dispositivos médicos.


Palavras-chave: Lesão por Pressão. Pele. Microcirculação. Fluxo Sanguíneo Regional. Modelos Animais. Suínos.

Protocolo de internação breve para tratamento cirúrgico de lesões por pressão: preparo ambulatorial e cobertura em tempo único

Brief hospitalization protocol for pressure ulcer surgical treatment: outpatient care and one-stage reconstruction

Dimas André Milcheski; Rogério Rafael da Silva Mendes; Fernando Ramos de Freitas; Guilherme Zaninetti; Araldo Ayres Moneiro Júnior; Rolf Gemperli, TCBC-SP

Rev. Col. Bras. Cir. 2017;44(6):574-581 : Artigo Original

Resumo PDF PT PDF EN

OBJETIVO: avaliar o protocolo de internação breve para tratamento de lesões por pressão, em vigência no Grupo de Feridas Complexas do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, com ênfase na seleção do paciente, no tempo de internação, na cobertura cutânea realizada, nas complicações e nas recidivas das lesões.
MÉTODOS: coorte retrospectiva de 20 pacientes consecutivos com 25 lesões por pressão Grau IV. Todos os pacientes foram preparados em ambulatório e foram internados para fechamento cirúrgico da lesão por pressão em cirurgia única.
RESULTADOS: no total foram confeccionados 27 retalhos para cobertura de 25 feridas abordadas. Foram verificados três casos (11,1%) de deiscências menores. Não foi observada recidiva no período de seguimento pós-operatório. Nenhum paciente foi reoperado e nenhum retalho sofreu necrose parcial ou total. O tempo de internação médio foi de 3,6 dias (dois a seis dias) e o seguimento foi de 9,1 meses, em média, oscilando entre dois e 18 meses. Todos os pacientes permaneceram com a lesão fechada e nenhum deles apresentou recidiva da lesão durante o seguimento.
CONCLUSÃO: o protocolo de internação breve para resolução de lesões por pressão foi considerado adequado, com curto tempo de internação e baixos índices de deiscência de ferida cirúrgica.


Palavras-chave: Lesão por Pressão. Ferimentos e Lesões. Retalhos Cirúrgicos. Cirurgia Plástica.

Avaliação do nível glicêmico em retalho miocutâneo do reto abdominal monopediculado após oclusão venosa: estudo experimental em ratos

Glucose level evaluation in monopedicled rectus abdominis myocutaneous flap after venous occlusion: experimental study in rats

Gustavo Levacov Berlim; Antônio Carlos Pinto Oliveira; Ciro Paz Portinho; Emerson Morello; Carolina Barbi Linhares; Marcus Vinicius Martins Collares

Rev. Col. Bras. Cir. 2018;45(1):1-6 : Artigo Original

Resumo PDF PT PDF EN

OBJETIVO: validar um modelo experimental para mensuração de níveis glicêmicos em retalhos cirúrgicos com a utilização de glicosímetros comuns, e analisar os critérios diagnósticos para hipoperfusão destes retalhos.
MÉTODOS: foram realizados retalhos miocutâneos verticais de reto abdominal com pedículos superiores, bilateralmente, em 20 ratos Wistar machos, divididos em dois grupos: com e sem oclusão venosa do pedículo. Os níveis de glicose foram mensurados nos retalhos e na circulação sistêmica com glicosímetros comuns. A acurácia de critérios diagnósticos alternativos foi testada para a detecção de hipoperfusão.
RESULTADOS: a partir de 15 minutos de oclusão venosa, houve uma redução significativa dos níveis de glicose medidos no retalho congesto (p<0,001). Utilizando como critério diagnóstico uma diferença mínima de 20mg/dl nos níveis glicêmicos do retalho e do sangue sistêmico, 30 minutos após a oclusão, a sensibilidade foi de 100% (intervalo de confiança de 95% - 83,99 a 100%) e especificidade de 90% (intervalo de confiança de 95% - 69,90 a 97,21%) para o diagnóstico de congestão do retalho.
CONCLUSÃO: os resultados demonstraram que é possível medir níveis de glicose em retalhos miocutâneos verticais de reto abdominal de ratos Wistar, perfundidos ou congestos, utilizando um glicosímetro comum. Os critérios diagnósticos que comparam os níveis de glicose nos retalhos com os níveis sistêmicos foram mais precisos na avaliação da perfusão tecidual.


Palavras-chave: Modelos Animais. Perfusão. Retalhos Cirúrgicos. Glucose. Diagnóstico.

Cirurgia de controle de danos: estamos perdendo controle das indicações?

Damage control surgery: are we losing control over indications?

Silvânia Klug Pimentel, TCBC-PR; Tulio Rucinski; Melina Paula de Araújo Meskau; Guilherme Pasquini Cavassin, AcCBC-PR; Nathan Harmuch Kohl

Rev. Col. Bras. Cir. 2018;45(1):1-6 : Artigo Original

Resumo PDF PT PDF EN

OBJETIVO: analisar as indicações subjetivas, por parte do cirurgião, para cirurgia de controle de danos, correlacionando com dados objetivos sobre o estado fisiológico do paciente, no momento em que a cirurgia foi escolhida.
MÉTODOS: estudo prospectivo realizado entre janeiro de 2016 e fevereiro de 2017, de 46 pacientes vítimas de traumas e submetidos à cirurgia de controle de danos. Após cada cirurgia era aplicado um questionário ao cirurgião responsável, abordando as motivações para a escolha do procedimento. Foram coletados dados nos prontuários para avaliar as condições hemodinâmicas, pressão arterial sistólica e frequência cardíaca na chegada ao pronto socorro (choque grau III ou IV na chegada ao pronto socorro justificaria parcialmente a escolha). Elevação do nível sérico de lactato, tempo de protrombina alargado e pH abaixo de 7,2 foram usados como indicadores laboratoriais de pior prognóstico, corroborando objetivamente com a escolha subjetiva pela cirurgia de controle de danos.
RESULTADOS: as principais indicações para cirurgia de controle de danos foram instabilidade hemodinâmica (47,8%) e lesões de alta complexidade (30,4%). Alterações hemodinâmicas e laboratoriais corroboraram a escolha em 65,2% dos pacientes, independente do momento; 23,9% apresentaram alterações hemodinâmicas compatíveis com choque grau III e IV, porém sem alterações laboratoriais; 4,3% apresentavam somente as alterações laboratoriais e 6,5% estavam sem alteração alguma.
CONCLUSÃO: na maioria dos casos optou-se precocemente pela cirurgia de controle de danos, baseando-se principalmente no estado hemodinâmico e gravidade das lesões, sendo que em 65,2% a decisão foi compatível com alterações de dados objetivos do estado hemodinâmico e laboratoriais.


Palavras-chave: Centros de Traumatologia. Cirurgia Geral. Cuidados de Suporte Avançado de Vida no Trauma. Ferimentos e Lesões. Laparotomia

Reconstrução escrotal com retalho fasciocutâneo superomedial da coxa

Scrotal reconstruction with superomedial fasciocutaneous thigh flap

Daniel Francisco Mello, TCBC-SP; Americo Helene Júnior

Rev. Col. Bras. Cir. 2018;45(1):1-6 : Artigo Original

Resumo PDF PT PDF EN

OBJETIVO: descrever a utilização do retalho fasciocutâneo superomedial da coxa para a reconstrução escrotal em áreas cruentas secundárias ao tratamento cirúrgico da fasceíte necrosante do períneo (gangrena de Fournier).
MÉTODOS: análise retrospectiva de casos atendidos no Serviço de Cirurgia Plástica da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, no período de 2009 a 2015.
RESULTADOS: quinze pacientes foram submetidos à reconstrução escrotal utilizando o retalho proposto. A média de idade foi de 48,9 anos (28 a 66). A estimativa de perda cutânea da região escrotal variou de 60 a 100 %. A reconstrução definitiva foi realizada em média 30,6 dias (22 a 44) após o tratamento cirúrgico inicial. O tempo cirúrgico médio foi de 76 minutos (65 a 90) para a realização dos retalhos, bilaterais em todos os casos. O tamanho dos retalhos variou de 10cm a 13cm no sentido longitudinal por 8cm a 10cm no sentido transverso. O índice de complicações observado foi de 26,6% (quatro casos), referentes à ocorrência de deiscências segmentares e parciais.
CONCLUSÃO: o retalho fasciocutâneo superomedial da coxa é uma opção confiável e versátil para a reconstrução de áreas cruentas na região escrotal, apresentando resultados estéticos e funcionais adequados.


Palavras-chave: Escroto. Pele. Ferimentos e Lesões. Técnicas de Fechamento de Ferimentos. Gangrena de Fournier

Comparação entre diferentes métodos de escolha de volume de implantes mamários e o grau de satisfação pós-operatório

Comparison between different methods of breast implant volume choice and degree of postoperative satisfaction

Rafael Daibert de Souza Motta; Ana Claudia Weck Roxo; Fabio Xerfan Nahas; Fernando Serra-Guimarães

Rev. Col. Bras. Cir. 2018;45(1):1-7 : Artigo Original

Resumo PDF PT PDF EN

OBJETIVOS: avaliar o grau de satisfação de pacientes submetidas à mamoplastia de aumento e comparar três métodos diferentes, fáceis, baratos e universais, de escolha pré-operatória de volume de implante mamário.
MÉTODOS: estudo prospectivo, realizado no Hospital Universitário Pedro Ernesto da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, em 94 mulheres naturais do Rio de Janeiro, com idades entre 18 e 49 anos, e submetidas à cirurgia de mamoplastia de aumento com implante, por hipomastia. Todos os implantes eram texturizados, com base redonda e projeção alta e foram introduzidos na loja retroglandular, por via inframamária. As pacientes foram divididas em três grupos: Controle, Silicone e MamaSize®, com 44, 25 e 25 pacientes, respectivamente. Foram realizados questionários de satisfação nos períodos pré e pós-operatórios pelo mesmo avaliador, através de escala analógico-visual, em que 0 significava muito insatisfeita e 100 significava muito satisfeita para as quatro variáveis: forma, tamanho, simetria e consistência. No período pós-operatório avaliou-se também o grau de satisfação com a cicatriz cirúrgica.
RESULTADO: quando comparados os graus de satisfação do pré-operatório com os do pós-operatório, houve diferença em todas as variáveis dos três grupos, com significância estatística. Entretanto, quando comparados os dados dos pós-operatórios entre si, não houve diferença significativa. O grau de satisfação com a cicatriz cirúrgica foi elevado.
CONCLUSÃO:
a mamoplastia de aumento com implante teve um grande índice de satisfação entre as pacientes. No entanto, não houve diferença no grau de satisfação no período pós-operatório entre as três metodologias de mensuração de volume mamário.


Palavras-chave: Mamoplastia. Satisfação do Paciente. Cirurgia Plástica. Implantes de Mama. Percepção de Tamanho.

Perfil antropométrico e clínico de pacientes pós-bariátricos submetidos a procedimentos em cirurgia plástica

Anthropometric and clinical profiles of post-bariatric patients submitted to procedures in plastic surgery

Simone Corrêa Rosa; Jefferson Lessa Soares de Macedo, TCBC-DF; Luiz Augusto Casulari; Lucas Ribeiro Canedo; João Vitor Almeida Marques

Rev. Col. Bras. Cir. 2018;45(2):1-10 : Artigo Original

Resumo PDF PT PDF EN

OBJETIVO: avaliar o perfil de pacientes submetidos à cirurgia plástica pós-bariátrica no Hospital Regional da Asa Norte, Brasília, DF.
MÉTODOS: estudo prospectivo, descritivo e analítico de pacientes submetidos à gastroplastia em Y- Roux e, posteriormente, à cirurgia plástica, no período de janeiro de 2011 a dezembro de 2016. Foram avaliados o índice de massa corporal antes da gastroplastia e depois da cirurgia plástica, as complicações pós-operatórias e as comorbidades.
RESULTADOS: foram estudados 139 pacientes (130 mulheres e nove homens) com média de idade de 41 anos e submetidos a 233 operações. O IMC médio no momento da cirurgia plástica foi de 27,44Kg/m2. A média de perda de peso foi de 47,02Kg e a média de IMC máximo foi de 45,17Kg/m2. O tempo médio entre a cirurgia bariátrica e a cirurgia plástica foi de 42 meses. As comorbidades antes da cirurgia plástica mais importantes foram: hipertensão arterial (11,5%), artropatia (5,4%), diabetes mellitus (5%) e síndrome metabólica (4,3%) (p<0,01). Dos 139 pacientes operados, 76,97% foram submetidos à abdominoplastia seguida de mamoplastia (42,46%), ritidoplastia (17,27%) e braquioplastia (13,67%). Quatorze (13,08%) pacientes foram submetidos à herniorrafia combinada à abdominoplastia. Abdominoplastia em âncora foi feita em 19,42%. A taxa de complicações pós-operatórias foi de 26,65%.
CONCLUSÃO: o perfil epidemiológico dos pacientes pós-bariátricos que foram submetidos a cirurgia plástica foi semelhante ao relatado na literatura, exceto pela baixa taxa de cirurgias associadas e complicações pós-operatórias. A cirurgia plástica nos pacientes pós-bariátricos gerou uma melhora da qualidade de vida na maioria desses pacientes.


Palavras-chave: Cirurgia Bariátrica. Cirurgia Plástica. Abdominoplastia. Complicações Pós-Operatórias.

Emprego de um algoritmo na escolha de técnicas de abdominoplastia

Use of an algorithm in choosing abdominoplasty techniques

Júlio Wilson Fernandes, TCBC-PR; Renata Damin; Marcos Vinícius Nasser Holzmann; Gabriel Gomes de Oliveira Ribas

Rev. Col. Bras. Cir. 2018;45(2):1-8 : Artigo Original

Resumo PDF PT PDF EN

OBJETIVO: validar um algoritmo para a escolha da técnica cirúrgica de abdominoplastia, entre as cinco abordagens consagradas na literatura, de acordo com as características da parede abdominal.
MÉTODO: estudo retrospectivo de 245 pacientes submetidos à abdominoplastias, em que o método de escolha da técnica cirúrgica teve como ferramenta o algoritmo proposto, baseado no grau de flacidez abdominal determinado por manobra bimanual. Foram estudadas suas aplicações e conveniências, bem como identificadas as complicações inerentes a cada grupo estudado.
RESULTADOS: de acordo com o algoritmo empregado, a técnica mais frequentemente eleita foi a "Técnica IV" (dermolipectomia transversa à Pitanguy - ou com incisão de Baroudi-Kepke), em 25,71% dos casos. A "Técnica I" (miniabdominoplastia) demonstrou a menor incidência e a menor taxa de complicações. A "Técnica III", dermolipectomia com cicatriz vertical remanescente, ao contrário, apresentou maior incidência de complicações, requerendo extrema cautela na sua indicação, particularmente frente às expectativas dos pacientes quanto à cicatriz resultante e seus aspectos legais. Entre todas as condutas, a complicação mais frequente foi o seroma, com 10,2% de ocorrência entre os 245 casos operados, resolvido pela simples aspiração com seringa, e uso de malha compressiva elástica.
CONCLUSÃO: o algoritmo proposto contribuiu para facilitar a escolha das técnicas na abdominoplastia, oferecendo resultados satisfatórios, que se alinham com as taxas de complicações publicadas na literatura mundial.


Palavras-chave: Abdominoplastia. Lipectomia. Parede Abdominal. Cirurgia Plástica.

Tratamento cirúrgico de hidradenite supurativa - acne inversa: ressecção radical e cobertura local - análise de resultados

Radical resection and local coverage of hidradenitis suppurativa - acne inversa: analysis of results

Rogério Rafael da Silva Mendes; Rafael Ferreira Zatz; Miguel Luiz Antonio Modolin, ECBC-SP; Fábio de Freitas Busnardo; Rolf Gemperli, TCBC-SP

Rev. Col. Bras. Cir. 2018;45(3):1-9 : Artigo Original

Resumo PDF PT PDF EN

OBJETIVO: avaliar o desfecho primário de complicações locais e de recidiva tardia em pacientes com diagnóstico de hidradenite supurativa submetidos à ressecção radical e reconstrução específica.
MÉTODOS: análise retrospectiva baseada nos prontuários dos pacientes atendidos pelo serviço universitário de Cirurgia Plástica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, entre 2010 a 2016. Foram incluídos apenas pacientes submetidos à ressecções radicais de hidradenite supurativa em grau avançado, submetidos à reconstrução através de fechamento primário, enxertos ou retalhos.
RESULTADOS: foram analisadas 34 lesões, das quais 64,5% apresentaram complicações locais, porém com 73,5% de cicatrização eficiente após 12 semanas de pós-operatório. Recidiva tardia foi observada em 47%, porém, isoladamente, 22,2% das lesões reconstruídas com retalhos locorregionais apresentaram recidiva tardia após um ano.
CONCLUSÃO: a estratégia de ressecção ampla e radical da doença associada à cobertura da ferida com retalho locorregional (pediculado ou perfurante) demonstrou ser o melhor manejo em termos de resultados tardios.


Palavras-chave: Hidradenite Supurativa. Retalhos Cirúrgicos. Foliculite. Fístula Cutânea. Anormalidades da Pele. Reconstrução.

Copyright 2018 - Revista do Colégio Brasileiro de Cirurgiões